Exames para identificar incontinência urinária

Exames para identificar incontinência urinária: quais são eles?

Conheça todos os exames para identificar incontinência urinária que são necessários ou recomendados e como cada um funciona

Em um outro texto que escrevi aqui no blog sobre incontinência urinária, conversamos  sobre o que é essa alteração do organismo feminino, os motivos pelos quais ela ocorre e um pouco sobre os tipos de tratamento existentes. 

Agora, vamos explicar um pouco sobre os exames para identificar incontinência urinária que são necessários ou recomendados. São eles que nos ajudam a diferenciar qual tipo de incontinência a paciente apresenta e, assim, direcionar o tratamento adequado. 

Quais são os exames para identificar incontinência urinária?

Essa avaliação já começa com o exame físico, quando é solicitado que a paciente faça um esforço abdominal, por exemplo. Ainda, podemos pedir para ela tossir, verificando em ambos os casos se há perda de urina durante esse esforço. 

Exames laboratoriais de urina, como urina tipo 1, urocultura e citologia urinária também podem ser solicitados. O objetivo aqui é excluir infecções e alterações celulares do sistema urinário. 

A ultrassonografia de rins e vias urinárias também é um exame que pode ser pedido para verificar se há alterações como “pedras” e tumores.

Como é feito o chamado estudo urodinâmico?

Outro exame comumente pedido entre os exames para identificar incontinência urinária é o estudo urodinâmico. Durante este exame, uma sonda é introduzida na uretra (canal da urina) com o objetivo de avaliar a capacidade da bexiga de armazenar a urina e de urinar. Ela é capaz de avaliar também o funcionamento da uretra. Não se trata de um exame dolorido, apesar de desagradável. Outra função importante do estudo urodinâmico é verificar se a bexiga apresenta contrações involuntárias (o músculo da bexiga costuma contrair apenas quando a gente dá o comando consciente!), o que faz parte do quadro da bexiga hiperativa.

Um procedimento que nem sempre é solicitado, mas que pode estar entre os exames para identificar incontinência urinária é a cistoscopia. Reservado para casos mais necessários, esse exame é feito com uma câmera, que entra pela uretra e permite visualizar a bexiga por dentro, para verificar eventuais alterações.

Feito o diagnóstico, o tratamento deve ser planejado e compartilhado com a paciente.

Dúvidas? Comente por aqui ou lá no meu Instagram =)

Um beijo,
Dr. Rodrigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *