Vantagens e desvantagens de cada tipo de DIU

Vantagens e desvantagens de cada tipo de DIU

O DIU pode ser de cobre, de cobre com prata, ou hormonal (mirena). Cada tipo de DIU tem uma característica diferente, com efeitos colateriais igualmente distintos. Tire suas dúvidas e veja também cuidados importantes.

DIU é uma sigla que significa Dispositivo Intra-Uterino. É um aparelhinho que a gente coloca dentro do útero da paciente para poder evitar a gravidez. Quando a gente compara com os métodos contraceptíveis mais acessíveis que temos à disposição, como a pílula ou a injeção, é um dos mais eficazes.

Ele pode ser tanto de cobre quanto de cobre com prata, ou hormonal (mirena), que, como o nome já diz, é um DIU que tem hormônio. Cada tipo de DIU tem uma característica diferente, com efeitos colateriais igualmente distintos. É importante que você converse com seu ginecologista e entenda cada tipo, para então poder escolher a melhor opção para você.

Vantagens e desvantagens do DIU de cobre

O DIU de cobre tem cobre nas suas hastes e vai evitar a gravidez. Ele dura dez anos no corpo da mulher e causa um pouco mais de sangramento do que o normal. Consequentemente, por causar mais sangramento, pode provocar um pouco mais de cólica. A parte boa é que ele não tem hormônio nenhum e é tipo de DIU mais barato de todas as opções.

Vantagens de desvantagens do DIU de cobre com prata

O DIU de cobre com prata é bem parecido com o DIU de cobre, com a diferença que ele tem prata na sua formulação. A prata foi adicionada para poder diminuir um pouco a inflamação que o DIU causa dentro do útero e, consequentemente, reduzir também as cólicas e sangramento. Ele é um DIU que dura cinco anos e proporciona um pouco menos de cólica. Assim como o de cobre, é um tipo de DIU que não tem hormônio nenhum sua composição.

Vantagens de desvantagens do DIU mirena

O DIU hormonal, mais comumente chamado de mirena, possui o mesmo formato que os outros tipos de DIU. A diferença para o DIU de cobre e o de cobre com prata é que o mirena tem hormônio armazenado em sua haste principal. Esse hormônio é em pequena quantidade. Quando a gente compara com uma pílula, por exemplo, tem bem menos hormônios do que uma cartela que você usa durante um mês, com a diferença que a protegerá contra uma gestação indesejada por cinco anos. Outro diferencial do mirena é que ele pode diminuir o sangramento no período menstrual da mulher, por isso é muito utilizado por pacientes que sofrem com cólicas.

Possíveis complicações ao colocar o DIU

Quando a gente conversa sobre o DIU estamos falando sobre um procedimento que, como tal, pode trazer complicações. As complicações são raras, mas podem acontecer. A primeira delas: todo anticoncepcional pode falhar, incluindo o DIU. A taxa de falha de qualquer tipo de DIU é pequena, de mais ou menos 0,5%, mas existe.

Outra complicação é a possibilidade de infecção. Pense que estamos colocando em seu corpo um objeto estranho e isso pode levar alguma bactéria junto. Caso isso aconteça, não se preocupe, tratamos a infecção sem grandes problemas – mas é importante que você saiba que pode acontecer.

O DIU também pode sair do lugar. Ele pode tanto se deslocar dentro do útero, quanto ter uma taxa de expulsão, ou seja, literalmente sair do útero. Quando isso acontece há um pouco de sangramento e cólica e é preciso ir ao ginecologista para que ele verifique o que aconteceu e veja o que fazer, independentemente do tipo de DIU.

Por último, mas mais comum, precisamos mencionar o corrimento que pode surgir após a colocação do DIU. O “culpado” desse corrimento é o fiozinho que qualquer tipo de DIU possui, para facilitar na hora da remoção do dispositivo. Outra atenção em relação ao fio é que, se por algum motivo ele entrou para dentro do útero ou se rompeu, é preciso fazer uma histeroscopia para remover o DIU.

Dito tudo isso, gostaria de frisar que o DIU é um eficiente método contraceptivo, que apresenta maior duração de proteção com a menor dosagem hormonal possível. Espero que eu tenha respondido as suas dúvidas sobre o DIU! E, caso tenha ficado alguma, lá no meu Instagram (@dr.rodrigoferrarese) tem um destaque só sobre o DIU =)

Um beijo,
Dr. Rodrigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *