Bartolinite: o que é, sintomas e tratamentos

Bartolinite: o que é, sintomas e tratamentos

A bartolinite é uma infecção da glândula de Bartholin, que pode ser tratada com remédios, drenagem ou, em alguns casos, cirurgia.

Só quem teve bartolinite sabe a dor que a inflamação na glândula de Bartholin provoca. É isso que é a bartolinite em si: uma infecção da glândula de Bartholin e de seu ducto, que pode evoluir para formação de abscesso. Trata-se de um problema relativamente comum, com cerca de 150 mil casos no Brasil por ano.

O que é a glândula de Bartholin?

A glândula de Bartholin é uma glândula que fica na entrada da vagina, bem na parte de baixo da região. São, na verdade, duas glândulas, que ficam uma de cada lado da entrada vaginal. Sim, todas as mulheres têm essa glândula.

A função da glândula de Bartholin é ajudar na lubrificação da vagina. No entanto, ela não é fundamental para isso. As pacientes que precisam por algum motivo retirar essa glândula continuam tendo uma lubrificação normal.

Como essa glândula funciona? Ela produz uma secreção por um canalzinho (ducto), eliminando-a na entrada da vagina e assim ajudando na lubrificação. Se, por algum motivo, esse canalzinho entope (geralmente a causa é infecção), o líquido fica acumulado dentro da glândula O acúmulo desse líquido leva ao que chamamos de Cisto de Bartholin.

O que é e como tratar o Cisto de Bartholin?

O Cisto de Bartholin é uma alteração nesta região, que a deixará um pouco abaulada, ou seja, vai aparecer uma bola na região da vagina. Essa bola pode ser de qualquer tamanho, variando desde um grãozinho de feijão até mesmo uma bola de pingue-pongue. 

Quando esse conteúdo infecciona passamos a chamar o quadro de bartolinite.

Como é o tratamento da bartolinite?

Antes de tudo, sim, há tratamento e tem cura! Quando a mulher está no que chamamos processo infeccioso, que é a bartolinite, provavelmente sentirá muita dor. É preciso passar em consulta para que o médico avalie exatamente o que pode ser feito.

Pode ser que o tratamento inclua apenas analgésico, antibiótico ou anti-inflamatório, para que haja uma desinflamação do cisto e também para eliminar bactérias.

Quando o tratamento com remédio não é suficiente, é necessário a drenagem dessa bartolinite. Essa drenagem pode ser feita no pronto-socorro ou no consultório do seu médico, através de agulha ou bisturi. O processo é um pouco doloroso, mas não pela técnica e sim pela inflamação em si.

Sim, a bartolinite pode voltar

Podemos afirmar que o mais comum é a bartolinite ter uma certa recorrência. Não conseguimos dizer de quanto tempo será esse intervalo de tempo e pode ser que você tenha a sorte de nunca mais sofrer com essa inflamação, mas a bartolinite tende a voltar num período inferior a um ano.

“Mas, doutor, o que pode fazer então?”. É preciso fazer um acompanhamento médico, junto com seu ginecologista, para que ele ofereça um tratamento adequado ao seu quadro. Por exemplo, caso tenha o Cisto de Bartholin, é fundamental que você veja com ele se há a necessidade da retirada deste cristo, para que nunca mais tenha esse problema.

A retirada do Cisto de Bartholin é um procedimento rápido, feito no hospital através de bisturi ou através do uso de laser. A técnica mais atual, hoje, é o que chamamos de vaporização da cápsula da glândula de Bartholin. Trata- se de uma “queimada” da cápsula com o uso de laser CO2.

O mais importante? Saber que tem tratamento e que é passageiro.

Dúvidas? Comente por aqui ou me siga nas redes sociais, seja no Instagram ou no YouTube =)

Um beijo,
Dr. Rodrigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *